Publicado em Deixe um comentário

Sex Education: Mais do que Educação Sexual

Sobre Sex Education

Sex Education é a mais nova série britânica da Netflix. Conta com 8 episódios, 50 minutinhos cada um. A série fala sobre Otis, cuja mãe, Jean, é uma terapeuta sexual. Na escola, Maeve percebe que ele é bom em conversar com pessoas sobre seus problemas sexuais. Eles decidem montar uma clínica. Otis como terapeuta da escola, pra ajudar seus colegas a falar sobre questões de sexualidade e relacionamentos. A história é da Laurie Nunn, e direção é da Kate Herron do Ben Taylor. Incusive, ter a escritora mulher e parte da produção, ajudou muito em aspectos de construção das personagens femininas, principalmente.

Como eu sei que muita gente não gosta de spoilers, decidi separar esse texto em duas partes: Sem e com Spoilers. Confere aqui embaixo o trailer dessa série sensa:

SEM SPOILERS

Apesar de parecer que gira em torno do relacionamento do Otis (Asa Butterfield) e sua mãe Jean (Gilian Anderson), a série é na verdade sobre muitos tabus que encontramos na adolescência. Sobre a pressa de acompanhar o “ritmo sexual” de outras pessoas, e até mesmo sobre a pressão que sua vida pode influenciar na sua vida sexual. Talvez esse último seja o mais forte deles.

Ao contrário do que aparenta, o humor  de Sex Education é sensacional, com piadas muito boas e bem encaixadas. Nada como “American Pie”. É simplesmente uma série sobre naturalização de tabus e piadas legais e um drama pra juntar todas essas histórias com maestria.

Sex Education conta com um elenco inteiro muito bom, não teve ninguém que eu tenha dito “humm… desnecessário”. O melhor amigo do Otis, o Eric (Ncuti Gatwa), que é gay, dispensa todos esses clichês chatos quando se trata da amizade dele com o Otis, que é hétero. Outra personagem sensacional é a Maeve (Emma Mackey), com um background intenso e forte, mas uma peça fundamental em toda a história. A Gillian Anderson (Arquivo X, Hannibal), não preciso nem falar! Que mulher! Quando vi o trailler, porém, senti que seria aquela personagem exagerada, caricata e chata. Mas devo admitir que o trailler não condiz muito com a história que eu assisti. Ele dá uma impressão de superficialidade, que na série não tem tanto assim.

Sex Education - Jean a terapeuta
Gillian Anderson = Deusa

Personagens

Apesar do Otis (que nome lindo, só eu achei?) dar muitos conselhos excelentes sobre sexo, graças à sua convivência com a mãe, isso acaba trazendo a tona problemas dele mesmo. Ele é aquela pessoa no seu grupo de amigos que dá conselho sobre relacionamentos pra todo mundo, mas nunca namora. Apesar de girar muito mais em torno do Otis, Maeve e Eric, todos os outros personagens de suporte são excelentes. O grupo Mean Girls está incrível, com os clichês certos, sem deixar de lado características dos personagens individualmente. O Adam (Connor Swindells) também e outro personagem que se sobrepõe na série, que vai além do cara que pratica bullying indefinidamente.

Aimee de Sex Education

Sex Education trata de muitos tabus, problemas que temos com sexualidade, principalmente na adolescência. Por exemplo: aceitação do próprio corpo, nudes, masturbação, orgasmos e até a urgência de não entrar na Universidade virgem. Mas não só isso, muitas coisas que quase não se ouve falar, como homens fingindo orgasmos e mulheres que sentem a necessidade de agradar apenas o outro, e nunca a si mesma. Eu diria com quase certeza que você vai se encontrar em algum personagem da série, mesmo que seja só sua obsessão com tentáculos kkkkkk.

você quer tentáculo @? vem ver Sex Education

Inclusive, é uma série que quando você pensa em todos os seus clichês, ele vai lá e dispensa. Um dos personagens mais interessantes (e maravilhoso) é o cara mais popular da escola. Longe de ser o cara que pratica bullying, além de tudo é negro. Jackson é o astro da natação da escola, mas toma remédios pra ansiedade e é assombrado pela pressão das mães (sim!!!!) e do diretor. Ao contrário de outros filmes que o astro tem que escolher entre música e esporte, o Jackson tem que lidar com o perjúrio que essa pressão traz pra sua vida social.

E falando em quebra de estereótipos, temos uma personagem incrível que é a Ola. Ela é a filha de um cara Sueco, e dirige a caminhonete dele, buscado o pai, Jakob, na casa do Otis, já que ele é responsável pela reforma de algumas áreas da casa. Inclusive, a cena em que o Jakob aparece é uma das mais engraçadas e com uma tensão sexual fortíssima (também, ne?). Você ja sente o empoderamento da Ola só da forma como ela fala com o Otis. E, inclusive, a roupa que ela usa no baile é INCRÍVEL (sem spoilers), faz você repensar todos os seus estereótipos de uma vez!

COM SPOILERS

Sex Education consegue apronfundar até em outros assuntos, como depressão e perdão. O personagem do Eric, apesar de ter certeza de sua orientação sexual, encontra no mundo um ambiente não tão acolhedor assim. Apesar de quase não mostrar o relacionamento dele com o pai, você consegue sentir que existe um cuidado entre eles. Acredito que a segunda temporada vá ter um aprofundamento da família dele e de muitos outros personagens. O momento que ele passa por uns “Dark Places”, de aceitação, de ser espancado na rua por estar vestido de mulher, e a discussão dele com o Otis. Chorei demais nesse episódio. Mas mais ainda, a resposta dele à isso, se vestir diferente, ficar mais agressivo. Por isso, pessoas, prestem atenção nos seus amiguinhos. Esse tipo de mudança brusca pode significar que alguém não está passando por momentos muito bons.

O Otis, com um background excelente, o caso de não conseguir se masturbar, fazer sexo, e a relação disso com o fato de ter visto o seu pai traindo sua mãe quando criança. Pra você ver como os pais podem afetar bastante a forma como lidamos com a sexualidade. E até mesmo a Jean, que acaba mudando e tendo dificuldade em se relacionar por causa do ex-marido.

relação mãe e filho em Sex Education
“Eu percebi que você tem fingido se masturbar. E eu estava pensando, se você não quer falar sobre isso”

O caso da Maeve, que fica grávida mesmo usando camisinha, é outra coisa muito sensacional, porque nem tudo são escolhas, nem sempre camisinhas são confiáveis, e é IMPORTANTÍSSIMO deixar isso claro para os jovens, para os velhos, pra todo mundo!!! Usem camisinha, mas usem outros métodos contraceptivos também. Aliás, a cena do hospital me deixou arrepiada ☹!

Maeve de Sex Education
“Que incrível”

Um background que eu espero que aconteça mais é o do Adam. Um cara claramente frustrado, com fortes pressões dentro de casa, comparações sem limites. Além de ser filho do Diretor, a mãe dela tem todas as características de dona de casa submissa. Mas apesar de tudo, é deixado implícito que ele tem um relacionamento bacana com a mãe, mas não tem demonstrações disso. E ainda o fato de ter rolado com o Eric, e logo em seguida ele ir pra escola militar é de partir o coração. Fica claro que o pai do Adam tem muitos problemas também, e acho que isso merece ser mostrado. Apesar de ser um cara duro e frio, tem um sentimentalismo com a mulher, a preocupação (falsa ou não) com a felicidade dela. O Adam é o típico bullier, mas que da maneira dele, também quebra muitos padrões.

Além do elenco principal

Além desses problemas, Sex Education fala de ainda ser complicado pra mulheres falarem sobre sexo, a crueldade da possibilidade de ter sua intimidade exposta. Aliás, outro ponto alto da série: como lidar com tudo isso em pleno século da comunicação e instantaneidade de fotos e até “feedbacks”.

Outra personagem, a Aimee (Aimee Lou Wood), que se comporta sempre como atriz pornô, sempre pra garantir o prazer do cara, mas nunca o dela. O fato de ela nunca ter tentado se conhecer, se tocar. E sentir melhor depois disso (mesmo achando estranho antes de fazer) é incrível de ser retratado. Aliás, a influência do pornô na vida dos jovens, que numa fase de descobrimento, pode ter muitos impactos negativos também. Essa pressão, comparação, de achar que sexo é só como é na pornografia.

Definitivamente, os personagens de suporte em Sex Education fizeram uma diferença muito grande pra série. Trouxeram contexto e profundidade, além de não se perderem nas histórias, como geralmente acontece em séries de drama teen. E até o namoro da Maeve com o astro da escola não ficou forçado. O ambiente de High School também não é exagerado, nada como American Pie e os cenários são lindos.

That’s it

Sex Education é incrível, recomendo demais. Apesar de pouquíssimas piadas não muito boas ao longo da série, ela é o tipo de coisa que fica na cabeça. E mais ainda, aprendi demais com ela hahaha. Mostra a importância de considerarmos sexo uma coisa natural, e como às vezes é difícil falar sobre ele, mas que ignorar que ele pode afetar outras coisas na sua vida, é um tiro no pé.

Aliás, outra lição que a gente só aprende na vida mesmo, mas ficou ótimo na serie é que às vezes quando você tá apaixonado por alguém (e ainda mais se não é correspondido), você pode se tornar mais egoísta e deixar de lado seus amiguinhos mais queridos. Outro ponto massa, é: todo mundo vai precisar de alguém em alguma momento da vida! Seja você terapeuta ou não, você pode precisar de ajuda! E isso é normal, é ótimo, e é saudável procurar um help!

Os personagens de Sex Education são cativantes, até os “mais chatos” e não é tão cheia de clichê assim, como deve parecer pelo trailer. É uma versão bem educada de Skins, eu diria. Apesar de muitos atores quase estreantes, todos foram bem escolhidos e arrasaram de verdade.

who just want a normal dick? Sex Education
“Eu queria ser um cara normal, com um pau normal, e um pai normal”

Inclusive, estou ansiosa pela próxima temporada, porque muitos backgrounds prometem! Quero saber mais sobre a Ola, sobre o Jakob, sobre as mães do Jackson, sobre o Jackson. Muita coisa promete acontecer! Se vão permanecer os clichês de “final feliz”. Se pessoa X vai ficar mesmo com pessoa Y. Vendo a primeira temporada é bem difícil o que vai acontecer. Estou ansiosíssima já!

Espero que tenham gostado! Quem ainda não assistiu, dá uma chance pra essa série! Quem já assistiu, comenta com a gente o que achou, o que mais gostou, os pontos fortes e fracos. Até logo, e obrigada pelos peixes :*.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *